Processos: 

Antes de iniciarmos é importante frisar que a ordenação de números das pastas é diferente nos dois produtos isso pois cada um deles tem um estrutura organizacional diferente.

Para se localizar através da numeração do Office é possível utilizar um filtro chamado "Palavra chave" onde é possível pesquisar as pastas pelo número antiga do Office.

Captura de processos e Monitoramento:  

No Office a atualização de andamentos processuais era feita de forma manual e dividida em dois pré requisitos que eram estar com a sigla correta do tribunal e realizar a captura manualmente.

Dentro do ProJuris One existe dois conceitos que devemos absorver:

O serviço de captura (por número CNJ ou por nº de OAB) se refere ao modo de captura utilizado na Central de Monitoramento. É a forma para trazer ao sistema processos em especifico, após isso você tem a oportunidade de cadastrar as informações capturadas dentro de uma pasta ou ignorar o retorno do processo.

Já o serviço de monitoramento realiza as buscas dos andamentos processuais conforme a disponibilidade do Tribunal. Essas informações são trazidas para a pasta já cadastrada no sistema.

O monitoramento pode ser selecionado a partir da Central de Monitoramento ou pode ser adicionado a partir de uma pasta já cadastrada. Seguem abaixo as duas formas de selecionar o monitoramento de andamento processual.

Relatórios:


Os relatórios na versão online são divididos pelos modelos sendo casos, agenda, pessoas e timesheet tendo cada um deles suas próprias características como formato, campos, parâmetros, segue abaixo um exemplo do relatório de casos: 

Para mais informações acesse nossos artigos de primeiros passos onde você encontrará os procedimentos inicias para alavancar a sua eficiência com o produto. 


Encontrou sua resposta?